Páginas

quinta-feira, 19 de abril de 2018

4º DOMINGO DA PÁSCOA: O Bom Pastor!!


Celebramos a Páscoa de Jesus de Nazaré, e não de Jesus como Filho de Deus. Porque Deus não pode celebrar a Páscoa, Ele é Onipotente e Eterno. E, por isso, n’Ele não é possível mudança alguma. Participamos da Páscoa de Jesus, como homem, porque ele veio nos mostrar como podemos transformar a nossa vida num manancial de paz, para poder partilhar com os nossos irmãos, observando os dez mandamentos, transformar o mundo num lugar de paz e de felicidade, e tornar-nos merecedores da vida eterna. Jesus, como homem, indicou-nos o caminho. Assim, celebrar a Páscoa é assumir a nossa páscoa seguindo os passos de Jesus.

Este é o exemplo que São Pedro nos dá na Primeira Leitura deste domingo (At 4,8-12): "Pedro, cheio do Espírito Santo, disse: ‘chefes do povo e anciãos, hoje estamos sendo interrogados por termos feito bem a um enfermo e pelo modo como foi curado. Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel, é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré - aquele que vós crucificastes e que Deus ressuscitou dos mortos - que este homem está curado diante de vós. Jesus é a pedra que vós construtores rejeitastes e que se tornou a pedra angular. Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos’". Este fato nos lembra a promessa de Jesus: "Quem acreditar em mim, fará as obras que eu faço, e fará ainda maiores".

O exemplo de São Pedro é confirmado por São João na Segunda Leitura (1João 1-2) que afirma: "Caríssimos, vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai. Caríssimos, desde já, somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos como ele é". Com estas palavras, São João nos confirma duas verdades: A primeira verdade é que Pedro conheceu o Pai através de Jesus, e acreditou na promessa que ele fez: "Quem crer em mim, fará as obras que eu faço e fará ainda maiores". A segunda, pela mesma razão, reconheceu o seu irmão no homem doente, e imitou o gesto de Jesus, fazendo o milagre. Assim, os primeiros discípulos de Cristo nos ensinam que também nós devemos partilhar tudo o que possuímos, e sobre tudo a nossa fé, para que todos tenham uma vida feliz.

Jesus, no Evangelho (João 10, 11-18), como exemplo para todos os seus seguidores se identifica com a figura do Bom Pastor. Quando pensamos nesta comparação tão simpática, devemos lembrar que esta é a maneira com que ele trata a cada um dos seus seguidores, e que é o exemplo que nós devemos imitar no trato com os nossos irmãos. De alguma forma, todos nós temos a missão do Bom Pastor. É a figura que melhor nos manifesta a maneira como todos nós gostamos de ser tratados e, também um exemplo como todos nós devemos tratar os nossos irmãos. Podendo afirmar que, na figura do Bom Pastor, Jesus nos mostra a teoria, depois, ele e os seus primeiros discípulos Pedro e João, apresentam-nos na prática, para que nós os imitemos. Esta é a nossa Páscoa, que não é só um dia, mas devemos viver toda a nossa vida. Ela está resumida nos dez mandamentos, que nos foram entregues através de Moisés, e que Jesus resumiu em dois: "Amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a nós mesmos". Por desprezar a Deus e, tratar os outros como objetos, a Paz do Cristo Ressuscitado transformou-se para nós em corrupção e violência. Isto não é Páscoa!

Monsenhor Antonio




sábado, 14 de abril de 2018

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: De 16 a 22 de abril de 2018


SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz – 19h

TERÇA-FEIRA
Reunião dos Ministros da Eucaristia – Sala da Matriz – 20h

QUARTA-FEIRA
Reunião da Pastoral da Saúde – Sala da Matriz – 19h30

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo – das 6 às 16 horas
Terço da Misericórdia – Matriz – 15h
Missa na Santa Rita – 19h
Terço dos Homens – Matriz – 20h
Procissão e Missa na Nova Área Pastoral São Judas Tadeu e Santo Expedito – 19h

SEXTA-FEIRA
Missa no Capela do Bairro Rural Santa Cruz – 20h

SÁBADO
Missa na Matriz – 19h
Missa em Baguaçu – 19h30
Reunião da Pastoral da Saúde – Comunidade Santa Rita – 14h

DOMINGO
Missa na Comunidade Santa Rita – 8h
Missa na Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 9h
Missa na Matriz – 10h
Missa na Matriz – 19h (com transmissão pela Rádio Espaço Livre AM)
____________________________________________________
FRASE DA SEMANA: “As palavras amáveis não custam nada para quem fala, porém valem muito para quem ouve!”. Pense nisso e viva melhor!!!

3º DOMINGO DA PÁSCOA: Caminhar com Cristo!


Celebrar a Páscoa, para muitos, consiste em lembrar a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus. Afirmamos que esta é a Páscoa de Jesus, que se resume em celebrar um acontecimento histórico, como tantos outros, que lembramos sem atingir-nos em nada. Desta forma, a Páscoa de Jesus, não têm nenhuma influência em nossa vida, como não tem resultado algum na vida de muitos cristãos, sendo esta a causa da corrupção e da violência que nos atormenta. Por isso, insistimos que precisamos celebrar a nossa Páscoa. Talvez você pergunte: como posso celebrar a minha Páscoa? Jesus nos dá a resposta: "Eu vos dei exemplo para que vocês façam a mesma coisa". Trata-se de seguir os passos de Jesus, desde o seu nascimento até a sua morte, ressurreição, e entrar na eternidade. Por isso, ele nos adverte "Eu sou o Caminho" para construir um mundo mais humano, e para conseguir a felicidade eterna. Por isso, a Páscoa não é uma festa, é seguir os passos de Jesus desde a sua chegada ao mundo até a sua entrada no céu. .

A Palavra de Deus deste domingo convida-nos a meditar como deve ser a nossa caminhada. A Primeira Leitura (Atos dos Apóstolos 3,13-19) deste domingo diz: "Naqueles dias, Pedro se dirigiu ao povo, dizendo: ‘O Deus de Abraão, de Isaac, de Jacó, o Deus de nossos antepassados glorificou o seu servo, Jesus. Vós o entregastes e o rejeitastes diante de Pilatos, que estava decidido a soltá-lo. Vós rejeitastes o santo e o justo e pedistes a liberdade de um assassino. Vós matastes o autor da vida, mas Deus o ressuscitou dos mortos, e disso nós somos testemunhas. E agora, meus irmãos, eu sei que vós agistes por ignorância, assim como vossos chefes. Deus, porém, cumpriu desse modo o que havia anunciado pela boca de todos os profetas: que o seu Cristo haveria de sofrer. Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos, para que vossos pecados sejam perdoados”. Esta é a nossa Páscoa: "Convertei-vos e crede no Evangelho!".

São João, na Segunda Leitura (1João 2, 1-5), diz: "Meus filhinhos, escrevo isto para que não pequeis. No entanto, se alguém pecar, temos junto do Pai um defensor: Jesus Cristo, o justo. Ele é a vítima de expiação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos pecados do mundo inteiro. Para saber que o conhecemos, vejamos se guardamos os seus mandamentos. Quem diz: "Eu conheço a Deus", mas não guarda os seus mandamentos, é um mentiroso, e a verdade não está nele. Naquele, porém, que guarda a sua Palavra, o amor de Deus é plenamente realizado". Assim, a Palavra de Deus nos revela que a Páscoa de Jesus atinge o mundo inteiro, mas somente participam dela os que, arrependidos dos seus pecados, guardam os seus mandamentos. Nisto consiste a nossa Páscoa.

Para nós é difícil entender a Páscoa de Jesus, e mais ainda a nossa Páscoa. Ele precisou explicar bem aos seus discípulos: "Jesus abriu a inteligência dos discípulos para entenderem as Escrituras e lhes disse: ‘Assim está escrito: O Cristo sofrerá e ressuscitará dos mortos ao terceiro dia, e no seu nome serão anunciados a conversão e o perdão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sereis testemunhas de tudo isso”. Ouvindo estas Palavras de Jesus, devemos perguntar-nos: Nós damos testemunho que Cristo ressuscitou, com a nossa felicidade de termos ressuscitado, observando os seus mandamentos?

A PÁSCOA É ETERNA, PARA CRISTO E PARA NÓS!

Monsenhor Antonio



sábado, 7 de abril de 2018

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: De 09 a 15 de abril de 2018


SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz – 19h

TERÇA-FEIRA
Sem programação

QUARTA-FEIRA
Reunião da Pastoral Catequética – Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 20h

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo – das 6 às 16 horas
Terço da Misericórdia – Matriz – 15h
Missa na Santa Rita – 19h
Reunião da Pastoral Catequética – Comunidade Santa Rita – 20h

SEXTA-FEIRA
Missa no Capela do Bairro Rural Lambari – 20h

SÁBADO
Missa na Matriz – 19h
Missa em Baguaçu – 19h30
Encontro de Preparação para o Matrimônio – Cripta da Matriz – 13h30

DOMINGO
Missa na Comunidade Santa Rita – 8h
Missa na Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 9h30
Missa com as Famílias – Matriz – 10h
Missa na Matriz – 19h (com transmissão pela Rádio Espaço Livre AM)
Encontro de Preparação para o Matrimônio – Cripta da Matriz – 8h
____________________________________________________
FRASE DA SEMANA: “A felicidade não consiste na ausência de problemas. Mas, na habilidade de lidar com eles!”. Pense nisso e viva melhor!!!

quinta-feira, 5 de abril de 2018

2º DOMINGO DA PÁSCOA: Ressuscitado com Cristo!


Se nós somente celebramos a Páscoa de Jesus, e não celebramos, também, a nossa Páscoa, perdemos o tempo. Esta afirmação que pode ser exagerada por alguns, nos foi confirmada na celebração da Vigília Pascal, quando, antes de renovar as promessas do nosso batismo, o apóstolo São Paulo (Romanos 6, 3-11) nos alerta: "Irmãos, será que ignorais que todos nós, batizados em Jesus Cristo, é na sua morte que fomos batizados? Pelo batismo na sua morte, fomos sepultados com ele, para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim também nós levemos uma vida nova. Pois, se fomos de certo modo, identificados a Jesus Cristo por uma morte semelhante a sua, seremos semelhantes a ele também pela ressurreição. Sabemos que o nosso velho homem foi crucificado com Cristo, para que seja destruído o nosso corpo de pecado, de maneira a não servirmos ao pecado". Com estas palavras, o apóstolo confirma que, sem a nossa Páscoa, de nada vale para nós celebrar a Páscoa de Jesus.

A Palavra de Deus deste domingo nos diz como nós devemos demonstrar que celebramos a nossa Páscoa, ressuscitando com Cristo para uma vida nova. Novidade que não podemos manifestar só com palavras, mas através das obras. Na Primeira Leitura (Atos dos Apóstolos 4, 32-35) diz: "A multidão dos fiéis era um só coração uma só alma. Ninguém considerava como próprias as coisas que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum. Com grandes sinais de poder, os apóstolos davam testemunho da ressurreição do Senhor Jesus. E os fiéis eram estimados por todos. Entre eles ninguém passava necessidade, pois aqueles que possuíam terras e casas vendiam-nas, levavam o dinheiro e o colocavam aos pés dos apóstolos. Depois era distribuído conforme as necessidades de cada um". Estas palavras, para muitos, serão exageradas. Porém, a Páscoa de Jesus é a reunião da grande Família de Deus. E nós temos condições de fazer parte desta Família, com a vida egoísta e injusta que levamos sem pensar em nossos irmãos?

São João (1João 5, 1-6) completa esta mesma mensagem dizendo: "Podemos saber que amamos os filhos de Deus quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. Pois isto é amar a Deus: observar os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados, pois tudo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que venceu o mundo: nossa fé". São Paulo nos aconselha: "Se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto, saboreais as coisas do alto; não as coisas da terra".

No Evangelho (João 20, 19-31) vemos que Jesus apareceu, uma semana depois, a seus discípulos desejando, por duas vezes: "A Paz esteja convosco". Depois diz a eles e hoje repete para nós: "Como o Pai me enviou eu vos envio". Continua dizendo o porquê nós devemos anunciar a paz para todos, porque ele nos reconciliou com o Pai com a própria vida, e ressuscitando garantiu-nos a vida eterna. Mas, precisamos perdoar ao irmão que nos ofendeu e partilhar com ele tudo o que do Pai recebemos.

ESTE É O ÚNICO CAMINHO PARA A PAZ QUE PROCURAMOS!!!

Monsenhor Antonio



sábado, 31 de março de 2018

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: De 02 a 08 de abril de 2018


SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz – 19h

TERÇA-FEIRA
Missa na Comunidade Terapêutica Renascer – 7h

QUARTA-FEIRA
Reunião do Conselho Paroquial de Pastoral – Sala da Matriz – 20h

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo – das 6 às 16 horas
Terço da Misericórdia – Matriz – 15h
Missa na Santa Rita – 19h

SEXTA-FEIRA
Ordenação Diaconal do Seminarista Fernando – Paróquia Bom Jesus – Barretos – 19h30

SÁBADO
Missa na Matriz – 19h
Missa em Baguaçu – 19h30
Batismo em Baguaçu – 20h30
Encontro de Preparação para o Batismo – Sala da Matriz – 16h

DOMINGO
Missa na Comunidade Santa Rita – 8h
Missa na Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 9h30
Missa com Crianças – Matriz – 10h
Batizados – 11h
Missa na Matriz – 19h (com transmissão pela Rádio Espaço Livre AM)
____________________________________________________
FRASE DA SEMANA: “A solução dos nossos problemas não vem do céu,  mas nossa força para resolvê-los vem de lá!”. Pense nisso e viva melhor!!!