Páginas

sábado, 22 de julho de 2017

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: 24 a 30 de julho de 2017

SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz – 19h

TERÇA-FEIRA – Dia de São Cristóvão – Patrono dos Motoristas
Missa, Carreata e Benção dos Motoristas e Veículos – 19h

QUARTA-FEIRA
Reunião da Pastoral Familiar – 20h

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo – Matriz – das 6h às 16h
Terço da Misericórdia – Matriz – 15h
Missa na Comunidade Santa Rita – 19h

SEXTA-FEIRA
Missa no Bairro Tamanduá – 20h

SÁBADO
Missa na Matriz – 19h
Missa em Baguaçu – 19h30
Encontro de Preparação para o Batismo – Sala da Matriz – 16h

DOMINGO
Missa na Comunidade Santa Rita – 8h
Missa na Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 9h
Missa na Matriz – 10h
Batizados – Matriz – 11h
Missa na Matriz - 19h (Com transmissão pela Rádio Espaço Livre AM)
Instituição de novos coroinhas – Matriz – 19h
________________________________________________________

FRASE DA SEMANA: “A caridade não está fora de moda, mas está fora dos centros de decisão de nosso mundo, que hoje é conduzido pelo desejo de lucro, de poder e de consumo excessivo!”. Pense nisso e viva melhor!!!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

16º DOMINGO DO TEMPO COMUM: As Dimensões do Reino!

O livro da Sabedoria (Sb. 12,13-19) diz: "Não há, além de ti, outro Deus que cuide de todas as coisas e a quem devas mostrar que teu julgamento não foi injusto". Deus enviou-nos o seu Filho na pessoa de Jesus para anunciar-nos: "O Reino de Deus está no meio de vós!". E incluiu na oração que Ele ensinou-nos rezar: "Venha a nós o vosso Reino". Todos nós rezamos muitas vezes esta oração; mas pensamos alguma vez sobre qual Reino é este? Será que acreditamos que nós só devemos pedir, e esperar que Deus mande este Reino? Jesus ajuda-nos a encontrar uma resposta para estas perguntas, contando algumas parábolas. 

Estão no Evangelho de São Mateus (Mt. 13,24-43) as três parábolas que encontramos neste Evangelho. Elas começam com as mesmas palavras, mas com um significado diferente, para distinguir o Reino de Deus do reino dos homens. Os reinos dos homens fomentam a mania de grandeza e exigem que o povo esteja a serviço deles. O Reino de Deus apresenta-se com toda a humildade, porém, é colocado a serviço de todos, e transfigura aos que se colocam ao seu serviço. 

"O Reino dos céus é como uma semente de mostarda que um homem pega e semeia no campo. Embora ela seja a menor de todas as sementes, quando cresce, fica maior que todas as outras plantas. E torna-se uma árvore, de modo que os pássaros vêm e fazem o ninho em seus ramos". Ele, mesmo sendo uma semente tão pequena, quando cresce se torna uma árvore que acolhe em sua sombra a quem estiver cansado e até os pássaros que quiserem fazer nela os seus ninhos. 

"O Reino dos céus é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado". Com esta parábola, Jesus diz-nos que os reinos dos homens gostam de aparecer e que, para consegui-lo sacrificam o povo com os impostos; e o Reino dos céus é semelhante ao fermento, que não aparece, mas, na medida em que penetra na vida do povo, o transfigura de tal modo que aparece visível pela segurança, a paz, e a felicidade que todos manifestam. 

"O Reino dos céus é como um homem que semeou boa semente em seu campo. Enquanto todos dormiam; veio seu inimigo; semeou joio no meio do trigo e foi embora. Quando o trigo cresceu e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio". Ao formar a espiga aparece a presença do joio, o trigo solta a espiga, bonita e cheia de trigo para ser moído e fazer o pão para o povo comer. O joio, também, solta uma espiga, que aparece mais que as espigas de trigo, porém, as suas sementes não servem para nada. Este é o resultado das teorias dos homens: palavras bonitas, sem nenhum conteúdo prático para sustentar a vida. E, na hora da verdade tudo termina com a morte. Termina garantindo: "Os justos brilharão como o sol no reino do seu Pai. Quem tem ouvidos ouça". 

Monsenhor Antonio



quarta-feira, 19 de julho de 2017

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: De 17 a 23 de julho de 2017

SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz - 19h

TERÇA-FEIRA
Missa na Comunidade Terapêutica Renascer - 17h

QUARTA-FEIRA
Reunião da Pastoral Familiar - Sala da Matriz - 19h30

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo - Matriz - das 6 às 16 horas
Terço da Misericórdia - Matriz - 15h
Missa na Santa Rita - 19h
Reunião de Avaliação da Festa do Padroeiro - Santa Rita - 20h
Terço dos Homens - Matriz - 20h

SEXTA-FEIRA
Missa no Bairro Lambari - 20h

SÁBADO
Missa na Matriz - 19h
Missa em Baguaçu - 19h30

DOMINGO
Missa na Santa Rita - 8h
Missa na São Pedro - 9h
Missa na Matriz - 10 e 19 horas

FRASE DA SEMANA: Tudo posso Naquele que me fortalece

quinta-feira, 13 de julho de 2017

15º DOMINGO DO TEMPO COMUM: Ecologia

A Ecologia é, com certeza, uma das matérias que ocupa mais tempo nas conversas dos poderosos, mas sem encontrar uma solução. Isto porque a solução exige o controle da ambição pela riqueza e pelo poder que os mantêm escravos. Por isso, fazem muitas reuniões sem chegar a nenhuma conclusão prática. Mas o que muitos não sabíamos é que a maior lição sobre esta matéria está no primeiro capítulo do Gênesis, quando afirma que Deus criou o mundo como um grande jardim, com árvores e plantas de toda espécie, e com tudo o que o homem precisava para viver em paz. Por isso, não devemos estranhar que a Palavra de Deus nos convide a meditar sobre o nosso comportamento diante deste problema que preocupa a todos. 

São Paulo (Rm. 8,18-23) começa dizendo: "Toda a criação está esperando ansiosamente o momento de se revelarem os filhos de Deus". Assim ele está lembrando a divisão entre os filhos da luz, ou filhos de Deus; e os filhos trevas, ou filhos do demônio. A estes se refere quando continua dizendo: "Pois a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua livre vontade, mas por sua dependência daquele que a sujeitou; também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção e, assim, participar da liberdade e da glória dos filhos de Deus". Continua com estas palavras significativas: "Com efeito, sabemos que toda a criação, até o tempo presente, está gemendo como que em dores de parto." Ela não foi criada para gerar a morte nem para ser estéril, mas para gerar vida, e dar frutos para alimentar e alegrar a existência de toda criatura humana. 

O profeta Isaias ( Is 55,10-11) anuncia: "Isto diz o Senhor: Assim como a chuva e a neve descem do céu e para lá não voltam mais, mas vem para regar e fecundar a terra e fazê-Ia germinar e dar semente para o plantio e para a alimentação, assim a palavra que sai da minha boca não voltará para mim vazia; antes realizará tudo o que for da minha vontade e produzirá os efeitos que pretendi ao enviá-la." 

Jesus, confirma esta promessa (Mt 13,1-23) contando a parábola de Semeador: Deus é o Semeador e a sua palavra é a semente. A semente é sempre a mesma, mas diferente é o terreno no qual ela é semeada. Uma parte cai no caminho, onde as pessoas passam depressa sem olhar nas sementes; os passarinhos vieram e as comeram. Outras caíram em terreno pedregoso, como a terra não estava preparada, elas nasceram, mas, quando o sol apareceu, secaram porque não tinham raiz. Outras caíram no meio dos espinhos, em pessoas envolvidas em muitas coisas, elas nasceram, e, como ficaram sufocadas pelas outras preocupações, não deram frutos. Outras sementes, porém, caíram em terra boa e produziram à base cem, de sessenta e de trinta frutos por semente. "Quem tem ouvidos, ouça!" Com estas palavras termina a parábola. 

Monsenhor Antonio


Resultado de imagem para semeador

sábado, 8 de julho de 2017

PROGRAMAÇÃO SEMANAL: De 10 a 16 de julho de 2017

SEGUNDA-FEIRA
Missa na Matriz – 19h

TERÇA-FEIRA
Reuniões nos Setores

QUARTA-FEIRA
Reuniões nos Setores

QUINTA-FEIRA
Adoração ao Santíssimo – Matriz – das 6h às 16h
Terço da Misericórdia – Matriz – 15h
Missa na Comunidade Santa Rita – 19h

SEXTA-FEIRA
Missa no Bairro Santa Cruz – 20h
FESTA DO PADROEIRO – PRAÇA DA MATRIZ – 19h

SÁBADO
Missa na Matriz – 19h
Missa em Baguaçu – 19h30
FESTA DO PADROEIRO – PRAÇA DA MATRIZ – 19h

DOMINGO
Missa na Comunidade Santa Rita – 8h
Missa na Comunidade São Pedro – Jardim Tropical II – 9h
Missa na Matriz – 10h
Missa na Matriz - 19h (Com transmissão pela Rádio Espaço Livre AM)
_______________________________________________________

FRASE DA SEMANA: “O mundo não será destruído por aqueles que fazem o mal. Mas por aqueles que, vendo tudo isso, não fazem nada!”. Pense nisso e viva melhor!!!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

14º DOMINGO DO TEMPO COMUM: O Deus da Paz!

O anúncio que estamos dando a esta reflexão, pode deixar-nos a ideia de que existe "o Deus da paz" e "o deus da guerra ou da violência". Quando, na verdade, só existe o "Deus da Paz". A violência é fruto da mentira, e todos nós sabemos que o autor da mentira é o demônio, ele conseguiu enganar o primeiro homem e a primeira mulher; fazendo-os duvidar da palavra de Criador; e prometendo-lhes que; comendo da "fruta proibida seriam como deus". Eles caíram na armadilha, perderam a sua dignidade, e presenciaram o primeiro ato de violência: um filho matando a seu irmão. Desta forma instalou-se a corrupção, a violência e a morte no mundo. Esta é a situação que, a partir daquele momento, existe sobre a terra. Isto porque o demônio, não precisa apresentar-se em forma de serpente, encontra muitas pessoas que estão à sua disposição para enganar aos outros. A Palavra de Deus é um alerta e uma esperança para nós. 

O profeta Zacarias (Zc. 9, 9-10) anuncia: "Assim diz o Senhor: Exulta, cidade de Sião! Rejubila, cidade de Jerusalém. Eis que vem teu rei ao teu encontro; ele é justo, ele salva; é humilde e vem montado num jumento, um potro, cria de jumenta. Eliminará os carros de Efraim, os cavalos de Jerusalém; ele quebrará o arco do guerreiro, anunciará a paz às nações. Seu domínio se estenderá de um mar a outro mar e desde o rio até os confins da terra". 

São Paulo diz o que nós precisamos fazer para que as palavras do profeta possam terminar com a corrupção e a violência que domina o mundo, estabelecer a paz que Jesus nos oferece e todos nós desejamos (Rm. 8, 9-13). "Irmãos, vos não viveis segundo a carne, mas segundo o espírito, se realmente o Espírito de Deus mora em vos. Se alguém não tem o Espírito de Cristo, não pertence a Cristo". E termina esta leitura, com esta advertência: "Se viverdes segundo a carne, morrereis, mas se pelo espírito, matardes o procedimento carnal, vivereis". A opção é nossa! 

No Evangelho (Mt. 11,25-30), Jesus nos faz um convite: "Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso".

Monsenhor Antonio